top of page

Perto do confinamento

Atualizado: 7 de fev. de 2021

Estamos prestes a confinar novamente!


Como um "recuerdo" do nosso ano passado, este vem com um ar mais pesado, de quem está cansado das notícias, dos números e da falta de abraços.


A solidão avança para nós e nós tentamos resguardar-nos dela. É apenas uma intenção! Na realidade, ela avançará e nós executaremos o que tivermos de executar, faremos o que tivermos de fazer e agradeceremos pelo tempo que tivemos connosco próprios.


Alguns não ficarão felizes, outros ficarão muito sós, muito tristes e sem vontade nenhuma de estar consigo mesmos. Sim, porque o pior da solidão, não é estar só, é pensar que se está só, mas na realidade não se estar consigo mesmo.


A pessoa não se consegue ver, não se consegue amar, não se consegue reconhecer e não consegue ver a verdade por trás de si própria, não vê a sua autenticidade, as suas capacidades, as suas qualidades e os seus defeitos. Não corrige as suas tristezas, não retira as suas máscaras, não se tolera a si própria, não dá um desconto a si mesma e agride-se permanentemente em cada gesto, em cada palavra, em cada ausência de si mesma.


Vamos mudar isso e acreditar que este ano, o "ficar em casa" nos vai trazer algo com que aprender? Algo para melhorarmos e aprendermos?



4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


Post: Blog2_Post
bottom of page